quarta-feira, 17 de março de 2010

Autostraddle mostra como se faz uma formatura

Qualquer pessoa que já assistiu a algum filme de escola na sessão da tarde ou algum seriado de adolescentes americanos sabe a importância que os States dão à festa de formatura, lá chamada pelo fofo apelido de "prom".

Enquanto por aqui a festa de formatura é opcional (o quê? eu não tive na formatura do colegial), paga pelos pais dos alunos, feita para a família e cheia de formalidades chatas e que normalmente culmina em um monte de adolescentes dançando em volta da tia bêbada de alguém (o quê? essa foi minha festa de formatura da faculdade...), nos EUA a coisa pega pra valer.

Lá, é praticamente um evento obrigatório em todas as escolas, onde apenas os alunos (e certos membros da escola) comparecem, obrigatoriamente acompanhados de um par, e em meio a esses pares, são escolhidos o rei e a rainha, que são necessariamente os alunos mais populares. Competitivos como são, para os americanos ter um par decente para o baile e se sobressair para ganhar a coroa de rei e rainha (e conseguir transar com alguém no final da festa) é questão de vida ou morte, enquanto para outros dar um pé na prom significa ser alternativo e subersivo.

Tudo isso pra dizer que, sim, os americanos levam a prom muito a sério, a ponto de uma escola no Mississipi cancelar toda a festa depois de uma garota bater o pé que queria ir no baile levando sua namorada junta e, quanta ousadia!, vestir um terno em vez de vestido. Tipo alguém querer comer macarrão junto com arroz e feijão. Profunda heresia.

Pra ajudar a causa de Constance - a herege - de uma forma bem humorada, o site Autostraddle convidou suas leitoras a mandar fotos de quando elas foram a festas de formatura ou qualquer tipo de evento de gala com suas namoradas/ficantes/pares do mesmo sexo. O resultado é uma galeria de fotos fofíssima e muito sexy. O quê? Eu adoro meninas de social!

I kissed a girl e eu gostei tanto que resolvi chamar ela pro meu baile de formatura

A iniciativa do site me deixou bem emocionada. Quando me formei na faculdade, eu e a Pê ainda estávamos nos conhecendo (leia-se, ainda estávamos no primeiro encontro) e eu não a levei, e acabei dançando valsa com meu pai e meu primo-irmão. Tempos depois, foi a vez dela se formar e os pais dela armaram um papelão e, resumindo, proibiram que ela me levasse à festa sob pena de armar um papelão ainda maior na frente de toda a Universidade. Pessoas legais.

Acabamos então não tendo a experiência que essas meninas tiveram. Experiência que talvez Constance continue proibida de ter também. E a verdadeira questão disso é que, para as outras pessoas, o lance de ir no baile de formatura é algo suave, gostoso, divertido. Mas pra nós, é suado, complicado e problemático, assim como vários outros aspectos de nossa vida. Constance vestida de terno de mãos dadas com uma garota não atrapalha nem mancha de maneira alguma a formatura de sua escola e de seus colegas, então porque ela deveria ser privada de ter seus desejos satisfeitos, assim como os outros alunos, que puderam escolher com quem vão ao evento e vestindo o quê?

As pequenas coisas só nos parecem importante quando somos privadas dela. Que o Autostraddle consiga o que almeja com essa campanha e que Constance vá linda e fofa de bofinho com sua namorada ao baile.

E que a gente possa, cada vez mais, tornar direito essas liberdades que são apenas privilégios para as pessoas "normais", e são negadas a nós. Afinal, só será direito quando for pra todo mundo, sem distinção.

Eu achei a informação sobre o Autostraddle lá no LeBiscoito.

7 comentários:

Cy para os intimos!!! disse...

Visitei o seu blog e agora já estou seguindo!!

Gostei do seu blog.

C. June disse...

Obrigada, Cy. E volte mais vezes!

Beijos!

C. June

Fala Rapha disse...

Cara que frescura! No meu Prom (morei nos EUA uns ano) eu levei uma amiga (amiga mesmo, sem subtexto) e ngm nem olhou. Acho que, talvez por ser um estado do Sul, ela sofra mais preconceito. Porque no meu prom, no estado do Oregon (norte), a gente podia ir de tênis, vestido velho e combinações SUPER modernas e fashion de roupas. Uma mulher de terno ia FECHAR a festa de tão legal que seria.

Mas você tem razão nesse ponto de tudo ser complicado pra gente. Eu até desistí de ter uma formatura na facul porque não vou poder levar minha namorada. Isso acaba virando uma tensão: festa de família, eventos sociais, a gente passa a evitar TUDO que não venha a correr bem quando nossa sexualidade "empata" a imagem social. FODA.

P. June disse...

Adorei o post e achei as fotos muito lindas!

A verdade é que pra nós tudo é mais suado, complicado e problemático. Mas o nosso problema, na verdade, foi, como sempre, falta de independência financeira. Se eu tivesse pagado a faculdade e a formatura com o meu dinheiro, você estaria lá. E é assim que vai ser no futuro, quando eu pagar as minhas contas, tiver a minha casa e a minha vida com você: você vai ser prioridade, se eles quiserem aparecer na nossa casa, festas e eventos sociais, ou eles respeitam você ou que não apareçam.

E teremos fotos lindas vestindo social pra guardar de lembrança.

Eu acho que a melhor coisa que você faz mesmo, Rapha, é não ter a formatura da facul. É melhor você comemorar com a sua namorada sozinhas e com seus amigos do que se submeter a uma palhaçada ridícula e hipócrita em que você é obrigada a fingir que a pessoa que você ama não existe na sua vida só porque seus pais não querem que o resto da família descubra que a filhinha perfeita deles é gay. O vazio de sentir que a única pessoa que você realmente queria que estivesse ali não está não paga o preço.

Saindo do Armário disse...

É phoda esse negócio de ter que fingir o tempo todo que sua namorada é só sua amiga, perto da família, amigos e até, dos colegas da facul...

Pior é ver algum carinha babaca dando idéia nela e não poder falar nada, por estar perto das pessoas acima citadas!!!

Eu tbm acho melhor não fazer festa de formatura, do que ter que fingir todo o evento, ter que ignorar o tempo todo quem vc ama, ter que tratar como amiguinha alguém que vc gostaria que estivesse dançando com vc, te beijando, ou seja, partilhando da sua felicidade, como qualquer casal hétero poderia estar fazendo...

bjs

Anônimo disse...

Quase chorei aqui
Eu tinha esperança que teria foto de vocês na MINHA formatura. Vasculhei tudo mas vocês não apareceram na mesma foto em nenhuma. Aliás você não apareceu em nenhuma foto pow!!!

Águeda Macias disse...

Fantástica a iniciativa do Autostraddle e fantástico seu blog! Estou seguindo.

(Eu nunca tive uma experiência decente de formatura com uma namorada, mas na maioria das vezes por azar. A única vez que coincidiu de eu estar namorando foi na formatura de uma grande amiga, e minha ex fez o favor de ficar megatensa dentro do armário, nem segurava minha mão, nada. Foi péssimo.)

 
Blogger Templates by Wishafriend.com