quinta-feira, 4 de março de 2010

Molecas, Shiloh Jolie-Pitt e tablóides ridículos

Estava eu sentada confortavelmente em minha redoma de vidro (NOT!) pensando em qual seria o próximo post do McP e estudando feito doida para alguns cursos e concursos que faço/irei prestar quando vi essa notícia gritante pulando feito pop-up na tela do meu computador:

Primeiro de tudo, essas são as fotos comprovando o fato:



Em vez do cabelinho comprido, Shiloh está usando um corte meio Lady Di meets Ellen DeGeneres. E em vez da bolsa e do casaco cinturado, Shiloh está usando calças e um suéter. Na matéria, a revista ainda diz que Brad confidenciou que Shiloh gosta de ser chamada de "John", porque ela é fã de Peter Pan. (Ainda que na capa, eles dizem que a Angelina é que chama a Shiloh de John, fazendo parecer que Angie faz isso deliberadamente, que é ideia dela.)

A revista chamou um bando de *cofcof* experts para dizerem que a menina parece mesmo um moleque (um deles ainda diz que Shiloh é uma cross-dresser, tipos, q?) e que Angelina deveria ensinar a filha sobre o que é ser mulher, porque isso seria o saudável. Hmm. Apenas um dos experts, uma tal de "treinadora de pais", diz que é legal e interessante Angie deixar a garota experimentar com as coisas do jeito que quiser.

Nos sites que eu visitei sobre o assunto - eu sou viciada em, quando leio uma notícia, ler comentários sobre o que o povo acha dela - e muitas pessoas estão do lado da Angie, porque, oi? É só uma criança com o cabelo curto (quem nunca teve o cabelo cortado quando criança porque não gostava de pentear ou tal?), com roupas de moleque e que tem manias de criança. Uma das leitoras que comentaram em blog disse que, quando menina, ela insistiu em ser chamada de Fred por uns três dias, depois Dorothy e depois Branca de Neve, tudo por causa de livros que a mãe lia pra ela.


Mas eu acho que o buraco é mais embaixo, ui. Tablóides sempre buscam colocar Angelina como uma mãe ruim. Por quê? Porque Angelina é uma mulher fora dos padrões. Angelina assumiu ser bissexual, teve relacionamentos com mulheres, casou com um cara mais velho, fez uma tatuagem com o nome dele, se envolveu com vários atores durante as filmagens de seus filmes e acabou "roubando" Brad de Jennifer Anniston. Agora, uma pessoa com esse histórico não pode ser uma boa mãe, não é verdade?

Uma mãe como Angelina teria de passar seus princípios errôneos e sua imoralidade pros coitados dos seus trinta filhos, adotivos e biológicos. É como se nas entrelinhas fosse dito que Shiloh não está apenas sendo moleca, ela está sendo treinada pela sua mãe pra ser uma pessoa sem moral, desafiadora, polêmica ou, quem sabe, uma futura butch (cruz-credo!).

Bem. Se o comportamento de Shiloh é uma indicação de sua sexualidade desde cedo (acredito que sexualidade, e todas suas arestas, é inata, vem de berço), não sabemos dizer. Pode ser que Shiloh apenas não queira ser uma menininha de comercial de boneca. Talvez seja apenas um gosto de criança, de querer se vestir como moleque, de brincar feito moleque, isso é tão comum, tão normal...

O que me interessa, o que acho brilhante é a posição de Angelina e Brad - sim, porque não é só a mãe que cria, não é mesmo? Me parece que os dois colocaram de lado as convenções sociais e o que "as outras pessoas irão dizer" pra simplesmente deixarem Shiloh ser o que quiser e fazer o que quiser. Ela ainda é pequena demais pra entender as implicações que levam se vestir como menino. A "maldade" está nos olhos de quem vê a garota e já pensa que ela está "desafiando os limites dos gêneros masculino e feminino", limites esses impostos pela sociedade e que nada tem a ver com o ser humano em si.

É bom ver uma criança crescer tendo a liberdade pra escolher o que e quem quer ser. Não posso opinar sobre o que pensa Angelina Jolie, já que (infelizmente!) não a conheço pessoalmente, mas tenho certeza de que Shiloh vai se sentir melhor, quando for adulta, por ter tido a oportunidade de experimentar com as coisas do jeito que ela faz, sem receber recriminações ou ser forçada a usar "roupas de menina" e brincar com "brinquedos de menina" e ser tolhida de suas vontades e desejos para se tornar um modelo ultrapassado de feminino. Acredito que a própria Angelina passou por isso, e não vai ser ela a encaixar sua filha num padrão como se ela fosse uma forma para biscoitos.

E vamos combinar que é cedo demais pra especular sobre a sexualidade da menina? É quase ofensivo. Se Shiloh é ou não é, ainda teremos mais uns quatorze anos pra saber. Só sei que com os genes Jolie-Pitt que ela tem, com esses olhos azuis e essa carinha fofa, sendo hetero ou homo, ela vai com certeza arrebatar muitos corações, de homens e mulheres. Ô menininha linda!



To gatän, ahazei!



E essa foto não tem nada a ver com o post, mas é só pra vocês lembrarem de quem a Shiloh é filha... ai, esse genes...

E aí, qq vocês achäo? A Shiloh não fica fofíssima de tomboy? A Angelina não é uma mãe tuuuudo de bom?

Até meu próximo post - que eu tô me segurando para que não seja sobre um desenho tosquíssimo que assisto toda manhã na TV Globinho antes de sair pra trabalhar que me irrita com seu machismo gritante...

Beijos!

11 comentários:

P. June disse...

Adorei o post! Acho que a Shiloh deve ter liberdade para se vestir do jeito de quiser desde pequena. Isso revela um enorme respeito dos pais pela individualidade dela.

Me toquei muito por essa história porque minha mãe escolheu minhas roupas até uns 14 de anos de idade. Ela não me deixava vestir o que queria. Sempre escolhia o que ela achava que era bonito pra mim - quando eu era criança, desconfortáveis vestidos cor-de-rosa de babados, e depois que cresci um pouco, roupas voltadas para um estilo meio paty com o qual eu nunca me identifiquei. Mas minha mãe achava bonito, então eu usava.

Demorei muito tempo para descobrir quem era e como expressar minha individualidade, por isso fico muito contente que algumas crianças tenham oportunidade de fazer isso desde pequenas, de ser quem são sem ter que se encaixar em moldes impostos pelos pais e pela sociedade, ou seja, ser o que agradaria aos pais que elas fossem ou que a sociedade considera "correto" para uma menina.

Também concordo com você sobre a visão da mídia conservadora da Angelina como uma má mãe até hoje. É curioso o modo como essa revista distorceu os fatos - se você joga o nome da Shiloh no google, encontra várias notícias dizendo que a ela mesma escolhe, de livre e espontânea vontade, usar roupas masculinas. No entanto, essa revista diz que a culpa é da Angelina - ninguém cita o Brad, embora vários artigos na internet mencionem que ele leva a Shiloh em lojas masculinas. A culpa é da Angelina, que não está fornecendo um modelo de feminilidade apropriado. E o mais horroroso de tudo é questionar se isso está sendo prejudicial à criança, sugerindo que meninas têm que seguir os padrões cultural e socialmente estabelecidos para serem "mulheres de verdade".

Confira um post escroto de um sujeito que tem um ponto de vista oposto ao seu, desejando que Shiloh não se pareça com a mãe, polêmica e problemática...

http://blogaodonarina.wordpress.com/2010/03/07/filha-de-pitt-e-jolie-esta-se-vestindo-de-menino-e-chamada-por-nome-masculino/

Marielle disse...

Será que dá pra vc escrever mais pra gente, srta?
Adoro os assuntos que vc aborda e opiniões que tem.
Não deixe suas assíduas leitoras definhando por um postzinho =/
beijo!

P. June disse...

Apoiado!

Mallika disse...

Eu tenho mais o que fazer do que ficar lendo sobre celebridades.
Mas não consigo!
Esse post também está bom demais.
De fato, uma vergonha a maneira como a imprensa coisifica as pessoas.
E falam como se identidade sexual diferente do "normal" fosse doentio. Nojento.

ana disse...

eu nao vejo nada de mais com ela querer se vestir assim!!! a Angelina é que esta certa em deixar ela se expressar do jeito que quiser...

eu mesma, quando era criança só me vesti com roupa de menino, porque? bom nem eu sei, mas nao me sentia bem com roupas da barbie, hello kitty entre outras ... Eu adorava andar de skate, usar calças largas, camisetas, bonés, e nunca me questionei sobre a minha sexualidade .

se ela vier a ser homo, isso é da conta dela, a mídia faz muita tempestade em copo d'água, e acho EXTREMAMENTE errado, o que eles estao fazendo, expeculando a vida de uma criança de 3 anos!

Tarciana disse...

Concordo plenamente com o que você disse! Se fosse minha filha eu faria da mesma maneira! Aliás, era isso que eu queria que a minha mãe tivesse feito também! Adoro a Angelina, ela é demais.

Anônimo disse...

Olha a Shiloh tem q ter a liberdade de ser o que quiser não só ficar brincando de Barbie (eca) e usar vestidinhos olha eu sou o que poderia se chamar de menina moleque pois desde que me conheço por gente até uns 11 anos de idade adorava me vestir de menino sem preocupação se vai sujar o vestido de algodão branco e rosa bebe e etc...
E tbm acho que a Angelina é uma mãe tudo de bom por que convenhamos não é toda mãe que deixa a filha ser o que quiser né?

Bjs amei o post

Anônimo disse...

http://laneknush.blogspot.com/2011/02/mini-celebridades-estilosas.html

copiaram..desculpa,tinha q avisaar..

C. June disse...

Obrigada por avisar, anonimo!

Moni Mir disse...

poxa estava navegando sobre esse assunto, cada um veste do que qr quando era crianca adorava jogos de meninos e calcas largas. tenho 2 irmaos. E sacanagem heim essa mina copiou igualzinho o que vc escreveuate os seus comentarios... odiei isso e olha que tenho um blog tbm e encontrei o seu porque vou fazer um post sobre isso e estou pesquisando... mas foi sick ver a mina copiar o que vc postou ... desmotiva essas drogas heim!! e AINDA apagou o seu post... puta! Bom gostei do seu post original!!!! bjss

dulcecanelalimoni.blogspot.com

Denise Zimmer. disse...

hahaha tu é maluca mesmo! e escreves muuuito bem! certo que vê-se que é desde pequena, que ouves rock e adora uma polêmica hehehe. Parabéns.

 
Blogger Templates by Wishafriend.com