segunda-feira, 25 de maio de 2009

Revolution, girl style.

Gente, mas que semana foi essa? A minha foi cheia e cansativa, trabalhei demais e dormi de menos...que felicidade que já é sexta.

E eu nem vi o tempo passar. Mas, com todo o atraso, tenho que postar sobre um evento super legal que fui no fim de semana passado - porque hoje já é meio fim de semana não?

Bem, como vocês devem saber, no domingo passado tivemos uma edição versão "mini" do LadyFest. O evento aconteceu no Hangar 110, no Bom Retiro, em São Paulo. E eu, como não poderia deixar de ser, fui prestigiar esse evento importante para a música feminista e o feminismo em geral paulistano.

(E também, mesmo se não quisesse, seria arrastada pela namoradinha, a Pê, que é feminista "roxa" e fanzoca do Dominatrix, uma das bandas que tocou no festival. )

E lá fomos nós, com o meu Ka, minha câmera digital fuleira e nossas caras e coragem. Chegamos quando o debate sobre feminismo jovem e alternativo já tinha começado, mas tivemos tempo de vermos boa parte dele e boas perguntas do que pessoal que estava ali. Não tinha muita gente não, vou ser sincera. Mas é sempre bom ver gente interessada em ouvir e conversar sobre o assunto.

Eu que sou super iniciante e amadora sobre a história do movimento adorei a oportunidade de ouvir de gente que realmente milita na causa falar um pouco sobre suas experiências. As comandantes do debate eram Tiely do Hip Hop Mulher, as meninas do Wendo SP e Elisa Gargiulo, vocalista do Dominatrix, colunista da MTV e ativa em mais outras milhares de causas.


a galera no debate

O debate abordou um pouco de tudo: aborto, homossexualidade, defesa pessoal, história do movimento feminista... teve até um garoto que veio perguntar sobre a participação dos homens dentro do movimento, o que eu achei bem legal e interessante.

Depois disso, iniciaram-se os shows. Primeiro, veio o pessoal da Ignis, banda que ganhou um concurso pra tocar a abertura do festival. A vocalista subiu no palco com uma carinha meiga e nervosa, mas quando a música começou...cara, da onde saíram aqueles gritos? Animal!



Em seguida, vieram as meninas do Justiça, que infelizmente estavam tocando seu último show. De acordo com elas, a banda vai dar um break pras garotas cuidarem melhor de suas "prioridades pessoais". É uma pena, porque gostei do som delas. E as letras são bem curtas e diretas, com uma ótima mensagem.


Depois foi a vez do The Bonsai Kitties, que estavam lançando seu novo CD, Dykeland. Eu lembrava de ter ouvido falar delas lá no Dykerama, e tinha assistido uns vídeos e gostado do som. Mas cara, ver ao vivo é bem melhor, e elas são boas mesmo. Dree, a vocal, é uma frontwoman e tanto. Grita, levanta o punho, faz dancinhas... e canta muito bem. Foi minha segunda banda preferida do evento, tanto que eu e a Pê acabamos levando o CD delas depois... e ele não sai do cd player do meu carro desde então!


E abaixo, um trechinho de d.a.a.b:









Então, subiram no palco os caras do No Class, banda old school de Campinas. Eles já têm uns anos de estrada, mas confesso que não conhecia. A vocalista canta bem e tem estilo. Mas né... não quero soar preconceituosa nem nada, mas não tem tanta graça quando há meninos na banda. =P

Depois, Tiely voltou pra subir ao palco com Rúbia (do RPW) e mostrarem um pouco de Hip Hop pro evento centrado no punk rock/riot grrl. As duas cantaram músicas pra agitar a galera, mas também sobre assuntos sérios. Rúbia fez uma rima sobre uma mulher que passa por um aborto que é de arrepiar.

Rúbia e Tiely


E aí, foi a vez de Dominatrix. Eu nunca tinha visto nenhum show ao vivo da banda - salvo um vídeo ou outro - e eu não tinha ideia de como ia ser. Mas foi uma surpresa muito agradável. Elisa é muito segura e centrada no palco, e as outras integrantes são igualmente concentradas. A música soava muito bem ao vivo, e Elisa estava com uma voz maravilhosa... e a galera toda empolgada, batendo cabeça, gritando junto, foi muito bom. Catártico.



E o destaque foi pro momento em que elas tocaram "Esquece a Volta". Elisa cantou o tempo todo olhando pra cabine de som, onde estava sua esposa, Andrea. E no final, ainda fez uma dedicatória pra sua "gata". Como disse Pê, "tão fofo!"

E tem vídeo disso!






Enfim, foi um evento gostoso, com um debate bem interessante e shows bem legais. Não era exatamente o que eu esperava do LadyFest, mas como era a versão mini, não dava pra ser muito grande. Mas fez bem o que queria: informar e divertir.


E alguém por aí? Foi também?

6 comentários:

L. D. disse...

Aaaahhhh, que legal, parece ter sido muito muito bom esse mini lady fest, eu acabei naum indo, mas faz tempo que eu naum vejo um show do Dominatrix, fikei trsite por ter perdido a oportunidade! Que bom que esse post foi escrito, assim fikei sabendo melhor o que rolou esse ano! ^^

Beijos =***

P. June disse...

As fotos ficaram ótimas, amor, principalmente as do Dominatrix! E os vídeos ficaram maravilhosos também! Huahuahuahua, em "Esquece a volta" quase dá pra ouvir mais a minha voz do que a da Elisa. E filmamos o cara na nossa frente! xD

O Mini Ladyfest foi MUITO legal, muito divertido e informativo. Valeu a pena demaaaais! Ainda mais por termos conhecido as Bonsai!!

E eu não sou feminista roxa, sou uma mulher consciente! Huahauhauhau! xD

C. June disse...

L.D: que bom que você gostou do post! Eu podia ter descrito melhor e tals, mas a verdade é que tenho uma memória horrenda. =P
Poxa, espero que o próximo show você consiga ir! Talvez até encontre a gente por lá, porque a Pê se empolgou e quer ir em toooodos os shows do Dominatrix no planeta, haha!

Pê: As fotos ficaram melhores que eu esperava, minha câmera é uma droga... é, dá pra ouvir você bastante no vídeo, hehe!

Mulher consciente, está bem. Mas sendo uma coisa ou outra, morro de orgulho de você!

Fala Rapha disse...

Caraca!! Amei esse seu blog!!! Vou linkar viu?? Muito criativo! Adorei!!

P. June disse...

Morro de orgulho de você também, gatinha! =***

HIP HOP MULHER disse...

Show de bola seu blog! Obrigada pela atenção e o post . Valeu. Abraços. Tiely.

 
Blogger Templates by Wishafriend.com